Sávio Barbosa - Estado reinaugura IEEP e Seap é homenageada por projetos de educação.

Categorias

Mais Lidas

Estado reinaugura IEEP e Seap é homenageada por projetos de educação.

O tradicional IEP(Instituto de Educação do Pará) novamente hoje está novinho. Parecido como lá em 1871, quando foi inaugurado como a primeira escola normal do Estado. Totalmente reformado e restaurado, o atual Instituto de Educação Estadual do Pará (IEEP) é uma joia rara e conta a importante história da educação e da formação de professores no Pará. É no IEPP que nasceram mestras e mestres, que deram grande contribuição para transformar a vida da população paraense, porque foi desta escola, do marcante uniforme azul e branco, que saíram grandes educadores para toda a rede pública e também ao ensino superior, para dedicar profissionalismo, talento e espalhar conhecimentos. Nesta sexta-feira (15) Dia do Professor, o Estado reinaugurou o prédio do IEEP, prestando homenagens aos que contribuem de maneira responsável e eficaz para o desenvolvimento da educação no Pará, como a secretaria de Estado de Administração Penitenciária.

A homenagem é a Comenda dos 150 anos da Escola Normal e pelos 70 anos da Secretaria de Educação (Seduc). A Comenda foi entregue ao secretário pelo governador Helder Barbalho e pela secretária estadual de educação, Elieth de Fátima. O secretário Jarbas Vasconcelos recebeu, em nome da Seap, esta baseada em excelentes resultados e dados de realização de projetos educacionais e de reinserção social.

A Seap recebeu homenagem em função de projeto de educação que desenvolve para servidores, através da Escola de Administração Penitenciária (EAP), e para custodiados, que antes era executado pela Diretoria de Reinserção Social (DRS), e agora é de responsabilidade da Escola. De janeiro a outubro deste ano, a Seap formou, qualificou e capacitou 1.560 servidoras (es), em cursos nas áreas administrativa, de gestão e de segurança, através da EAP.

Para custodiados está sendo implantado o projeto piloto “Educação, 100 Liberdade”, em Mocajuba, em parceria com a Seduc. O modelo será implantado em todas as unidades da secretaria até o final de 2022. Outro projeto fundamental é a erradicação do analfabetismo em 36 unidades e abrange 640 pessoas privadas de liberdade. O projeto de erradicação do analfabetismo é executado através do método utilizado pelo Instituto Brasileiro de Educação e Meio Ambiente (IBRAEMA), parceiro da Seap. Nele, os facilitadores são os próprios internos.

Atualmente, 1.294 internos estão regularmente matriculados em turmas da modalidade Educação para Jovens e Adultos (EJA); 1.034 em cursos de ensino profissionalizante; 47 em turmas de ensino superior e 181 apenados recebem remição de pena por meio de projetos de leitura.

Este trabalho na educação está expressado também em avanços importantes no Encceja, com 2.656 custodiados que prestaram agora o exame para a conclusão dos estudos a nível Fundamental e Médio, este ano. E no Enem PPL, onde 1.707 participaram do exame, um aumento de 18% em comparação a 2020.

O secretário também recebeu uma placa em agradecimento pela dedicação em prol do desenvolvimento da educação prisional e formação dos servidores, pelos diretores da EAP e DRS.

Informações Ascom/SEAP