Sávio Barbosa - Ananindeua é o primeiro município da RMB a ofertar tratamento ambulatorial Pós-Covid.

Categorias

Mais Lidas

Ananindeua é o primeiro município da RMB a ofertar tratamento ambulatorial Pós-Covid.

O Ambulatório tem capacidade para atender diariamente de até 30 pessoas.

Ananindeua inaugurou na última quarta-feira (12) o Ambulatório Pós-Covid para atendimento exclusivo de pessoas que tiveram Covid-19 e apresentam sequelas, sendo o primeiro município da Região Metropolitana de Belém (RMB) a disponibilizar este serviço. Os atendimentos serão destinados exclusivamente para o tratamento de pessoas que tiveram o Novo Coronavírus e apresentam sequelas, ou seja, aquelas pessoas que já passaram pela fase aguda dos sintomas. O Ambulatório terá capacidade para realizar até 30 atendimentos diários, de segunda a sexta-feira, de 08 às 18h.

O prefeito de Ananindeua, Dr. Daniel Santos, a secretária municipal de Saúde, Dayane Lima e vereadores acompanharam o ato de inauguração do espaço. “Após todos os nossos esforços de enfrentamento à pandemia, como a vacinação da população, testagem em massa e os atendimentos nos Ambulatórios Itinerante e Fixo, hoje estamos inaugurando o espaço para tratar quem apresenta sequelas da Covid-19. Já testamos mais de 20% da nossa população, estamos registrando redução dos casos de Covid, e por este motivo fechamos o Ambulatório fixo do lado Sul, temos uma baixa procura de atendimentos no ambulatório do lado Norte, que antes tínhamos uma média de 400 atendimento e hoje estamos com 50 atendimentos por dia e isso é fruto de uma estratégia acertada”, ressaltou o prefeito, Doutor Daniel.

Desde janeiro de 2021 a Prefeitura de Ananindeua tem implantado ações de enfrentamento a Covid-19, como o Programa Ambulatório Itinerante e o Ambulatório Covid-19 fixo, que juntos já atenderam mais 26.594 mil pessoas que apresentavam sintomas leves e moderados da doença. Ainda de acordo com o prefeito, este acompanhamento é fundamental para garantir uma melhor qualidade de vida para quem sofre com as sequelas causadas pelo Novo Coronavírus. “Nós adotamos a estratégia de criar o primeiro Centro de Reabilitação Pós-Covid da RMB por saber que o nosso paciente que teve Covid, muitas vezes fica com sequelas musculares, sequelas respiratórias e precisa fazer uma reabilitação. A prefeitura de Ananindeua está se preocupando não só com diagnóstico e o tratamento precoce, mas também com algo de extrema importância que é o acompanhamento do nosso paciente até o fim do seu tratamento”, afirmou o gestor.

Fluxo de atendimento no Ambulatório Pós-Covid

O fluxo de atendimento no espaço não será porta aberta. Os pacientes devem procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou o Ambulatório Covid-19 fixo para um primeiro atendimento e pegar o encaminhamento para o atendimento no Ambulatório Pós-Covid. “O paciente ao chegar no Ambulatório Pós-Covid, ele passa por uma pré-consulta para ser avaliado e posteriormente agendado o início do tratamento. Este é o primeiro ambulatório da Região Metropolitana, e a preocupação do prefeito é pertinente, pois sabemos que não é só a cura da Covid-19, mas muitos tem sequelas e que demoram meses para se recuperar. O Ambulatório Pós-Covid veio no momento correto, pois estamos saindo de uma segunda onda muitas pessoas estão necessitando desse atendimento que vai ajudar na recuperação das pessoas”, disse a titular da pasta da saúde de Ananindeua, Dayane Lima.

No espaço será possível realizar atendimentos para diversas especialidades com uma equipe multidisciplinar para auxiliar na recuperação das pessoas acometidas pela doença. Entre os tratamentos que serão ofertados estão a reabilitação respiratória e cardiopulmonar, a reabilitação músculo-esquelético, reabilitação de equilíbrio e coordenação motora, entre outros.

Para a fisioterapeuta do Ambulatório, Gabriela Félix, as principais sequelas da Covid-19 envolvem principalmente questões respiratórias e musculares. “Os principais exercícios que a gente vai utilizar são os que incentivam a respiração e a expansão pulmonar para eliminar qualquer sequela que tenha sido deixada pela Covid-19. Nós vamos recuperar também a questão cardiopulmonar que também é bastante afetada. Sabemos que há uma perda de massa muscular bem acentuada e que o paciente fica com alguns movimentos como a caminhada do dia a dia, que fica bem alterada e por isso vamos trabalhar com exercícios musculares, treino de marcha e de equilíbrio, além de outros exercícios importantes para a recuperação completa do paciente”, disse.

Sobre o período de tratamento no Ambulatório Pós-Covid-19 e como vai ocorrer o atendimento aos pacientes, a Secretaria Municipal de Saúde de Ananindeua (Sesau) informa que será montada uma agenda para acompanhar os pacientes de acordo com a quantidade de sequelas e a gravidade em que o paciente se encontra. A cada 15 dias os pacientes serão reavaliados e com isso ele pode ser liberado após um mês ou em até dois ou três meses em atendimento isso vai depender da evolução de cada pessoa.

Endereço do Ambulatório Pós-Covid

Atendimento de segunda a sexta-feira
Horário: 08h às 18h
Local: Centro de Atendimento Especializado de Ananindeua
Endereço: Rua Cláudio Sanders, 1.600.

Informações Comus/PMA | Fotos: Silvio Garrido