Sávio Barbosa - Ato marca início da vacinação de jovens entre 12 e 17 anos no Pará.

Categorias

Mais Lidas

Ato marca início da vacinação de jovens entre 12 e 17 anos no Pará.

O governador do Estado, Helder Barbalho, realizou na manhã desta segunda-feira (23) um ato simbólico que marca o início da vacinação contra a Covid-19 para pessoas entre 12 a 17 anos, no Pará. A imunização começará pelo grupo de crianças e os adolescentes com deficiência permanente, com comorbidade ou privados de liberdade, conforme lei Lei 14.124, que trata do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação. 

O ato realizado no auditório do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), em Belém, contou com a participação de 14 jovens e crianças que apresentam deficiências, como baixa visão severa, paralisia cerebral e perda auditiva bilateral, além de comorbidades.

Para o governador do Estado, o avanço em mais uma etapa de vacinação é um passo importante para a retomada da vida normal com a imunização de toda a população.

“Começamos uma nova etapa, momento em que concluímos a campanha do público adulto, passamos à imunização dos nossos jovens de 17 a 12 anos. Iniciando por aqueles que estão nos grupos de classificação de prioridade, mas a orientação é de que possamos imediatamente nos 144 municípios do estado, assegurar a vacinação, para que o mais rápido possível nós possamos estar com toda a nossa população vacinada e protegida”, afirmou Helder Barbalho.

Para atender a todo esse público, a Sespa já disponibilizou aos municípios os imunizastes para essa fase da campanha. A expectativa é que a partir desta terça-feira (24) as prefeituras deem início à vacinação desse grupo. A Sespa ressalta que a execução da vacinação é de responsabilidade dos municípios, por isso é importante ficar atento aos calendários divulgados pela secretaria de saúde municipais.

De acordo com o secretário de saúde, Rômulo rodovalho, a distribuição dessas doses já iniciou para os municípios. “É um momento muito importante, pois agora passamos à vacinação do grupo de crianças e adolescentes iniciando pelos mais vulneráveis, conforme a previsão do plano nacional de imunização. Nós estamos distribuindo vacinas a todos os municípios para que rapidamente possamos atingir o maior número de vacinados desse público que merece a atenção do Estado. Posteriormente nós passaremos para outros grupos atingindo toda a população de 17 a 12 anos”, explicou.

Também estiveram presentes o diretor de vigilância em saúde, Denilson Feitosa, a coordenadora estadual de políticas para o autismo, Nayara Barbalho, técnicos da Sespa e gestores e técnicos do CIIR.

Informações Agência Pará | Fotos: Marco Santos