Sávio Barbosa - Governo suspende aulas da rede pública no Pará.

Categorias

Mais Lidas

Governo suspende aulas da rede pública no Pará.

A partir desta quarta-feira (18), estudantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa) e das escolas estaduais de níveis fundamental e médio, incluindo escolas técnicas, terão suas atividades suspensas. Os alunos ficarão sem aulas até o dia 31 deste mês. A medida é do Governo do Pará e foi anunciada pelo governador, Helder Barbalho, pelo Twitter, e depois confirmada durante coletiva de imprensa no Palácio do Governo na noite desta quarta-feira (17).

Como muitas famílias dependem da merenda escolar como única fonte de alimentação, o governador afirma que a merenda estará disponível para ser pega pelos alunos devidamente matriculados. Todas as medidas começam a valer já nesta quarta-feira (18).

Os detalhes de ambas as medidas e mais outras formas de prevenção foram anunciadas em entrevista coletiva, nesta terça-feira (17) no Palácio do Governo.

O governador reforçou que as pessoas devem aproveitar esse momento e ficarem casa. Dessa forma, evitando riscos de circulação e contágio do novo coronavírus.

O que fazer

Em caso de sintomas muito fortes de viroses respiratórias — tosse forte, falta de ar, febre acima de 37,5 °C —, o recomendável é contatar a Vigilância Epidemiológica do município de Belém, por meio do telefone (91) 98417-3985, ou órgãos de saúde dos demais municípios. Há também o telefone 136, do Ministério da Saúde. Nas lojas de aplicativos para Android e iOS, há um app oficial sobre o novo coronavírus, feito pelo SUS. Ainda há algumas instabilidades, mas é funcional.

As recomendações para todas as escolas são as mesmas do Ministério da Saúde: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza, diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.