Sávio Barbosa - ALEPA presta homenagem aos profissionais de imprensa.

Categorias

Mais Lidas

ALEPA presta homenagem aos profissionais de imprensa.

A Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) realizou, na manhã deste sábado (12), uma Sessão Especial inédita e em “reconhecimento aos serviços prestados pela imprensa no período da pandemia da Covid-19 no Pará”. A homenagem atendeu solicitação do deputado Fábio Freitas. O Blog do Sávio Barbosa foi um dos veículos de comunicação que foram homenageados.

A pandemia do novo coronavírus mudou a rotina de toda a população e a maioria das atividades profissionais se viu obrigada a reformular sua rotina. Quem pôde migrar suas tarefas de trabalho para o home office, abriu espaço para o escritório dentro de casa e seguiu em frente. Mas quem atua em serviços considerados essenciais à população encarou o novo desafio. Esse foi o caso da imprensa.

Os profissionais de Imprensa não deixaram de atuar para que a sociedade estivesse informada. Os profissionais de imprensa são considerados linha de frente, além de atividade essencial para que haja o fortalecimento da democracia.

“Destaco o incansável trabalho dos profissionais de imprensa, em especial diante da pandemia da Covid-19. Vocês atuaram e continuam exercendo a função com garra e profissionalismo diante de uma crise sanitária. Tudo em nome da informação para prestar o melhor serviço à sociedade”, disse Fábio Freitas.

Vito Gemaque, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA), foi um dos homenageados. “A homenagem é válida. Ela valoriza os jornalistas, radialistas e todos os profissionais de imprensa como um todo. A imprensa trabalha com ética, respeito e combate a fake news. Temos um trabalho coletivo. É preciso avançar em debates sobre a remuneração dos jornalistas. O valor pago a estes profissionais impede de ele trabalhar somente em uma empresa, ele tem uma jornada dobrada. Numa situação pandêmica, esse profissional é exposto ainda mais. Para os profissionais de imprensa, para os jornalistas há muito para ser conquistado. Contamos com o apoio dos nossos representantes”, disse.

No Pará, segundo dados do Sinjor-PA, morreram 23 jornalistas devido às complicações da doença causada pelo novo coronavírus. O estado de São Paulo é o que tem o maior número de mortes de jornalistas devido a doença. Em seguida, Rio de Janeiro. O Pará está em terceiro lugar. 

“Nós comunicadores temos um papel, somos linha de frente, perdi colegas de imprensa, meus amigos perderam pais, meu pai esteve na UTI. Já saí do meu segundo isolamento de Covid-19. Mas a missão de informar não vai parar, a gente lida com dores. Nos ensinaram na academia que o jornalista tem que se distanciar da dor, mas somos humanos. Só não podemos deixar que a situação venha intervir em nosso trabalho. Com essa pandemia, aprendemos chegar numa redação e vê-la vazia, não é fácil. Muito obrigada pela homenagem”, disse Priscilla Amaral, jornalista da Rede Record Belém.

Alda Dantas, coordenadora de comunicação da Alepa, recebeu a homenagem pelo trabalho realizado no Legislativo paraense, assim como os profissionais, jornalistas que integram a equipe da Casa. “Tenho 30 anos de profissão, antes de vir para esse desafio aqui na Alepa, tenho uma história no jornal impresso, trabalho numa Casa plural. Parabenizo o trabalho do deputado Fábio Freitas que é atuante dentro deste Poder. Sei da luta que ele enfrentou quando teve Covid-19 e, quando vi o relato de sua esposa, através de uma rede social, lembrei do que eu passei. Não parei de trabalhar, fui infectada pelo vírus da Covid-19, mas não perdi a fé. A notícia tem que estar o tempo inteiro, as pessoas precisam do nosso serviço”, contou ela que finalizou sua fala, agradecendo a todos da equipe de comunicação da Alepa.

O evento contou com a parceria do Instituto de Comunicação e Ações Humanitárias da Amazônia (ICDAM). Ao final da Sessão, foi feito um minuto de silêncio em respeito aos profissionais de imprensa que morreram devido a Covid-19.

Informações: Andrea Santos – AID Comunicação Social/ ALEPA