Sávio Barbosa - Governo entrega 580 cheques moradias em Belém e anuncia ampliação do benefício.

Categorias

Mais Lidas

Governo entrega 580 cheques moradias em Belém e anuncia ampliação do benefício.

Na manhã desta quarta-feira (26), 580 cheques moradia foram entregues para a população da região metropolitana de Belém e municípios de Castanhal, Acará e Cametá pelo Governador Helder Barbalho e o vice-governador Lúcio Vale. O investimento é de R$ 3,5 milhões.

Também estiveram presentes na entrega o presidente da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), José Scaff Filho, além de autoridades municipais, estaduais e federais.

Os cheques moradias irão beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade social, entre eles, famílias com crianças em tratamento oncológico, idosos, vítimas de incêndio e portadores de necessidades especiais.

Ampliação – Segundo o governador Helder Barbalho, no segundo semestre, o cheque moradia será ampliado com recursos do próprio Estado, para que o subsidio e a garantia para o custeio da mão de obra possam também ser contemplados pelo valor. A reformulação deve manter o montante variando em torno de R$ 14 e R$ 16 mil para o crédito de material de construção, além da mão de obra, que passa a ser inclusa, não podendo ultrapassar R$ 20 mil do total disponibilizado.

“Estamos entregando os cheques moradias de uma forma justa, para quem precisa, assegurando os direitos das pessoas, sem que isto seja usado como uma troca política, como uma troca eleitoreira. A população desse Estado paga imposto e tem o direito de receber em contra partida atenção e ações do governo, e é isso que nós estamos fazendo aqui, assegurando que os beneficiários possam receber de maneira correta, transparente, e, com isto, possam melhorar as suas unidades habitacionais”, ressaltou o governador.

“Nós desejamos garantir, além do material de construção, a mão-de-obra. Assim, asseguramos que o custeio facilite a efetivação da melhoria habitacional, mas também é uma oportunidade de garantir a geração de renda na construção civil”, declarou Helder.

Fonte: Informações Agência Pará