Sávio Barbosa - Polícia prende ex-prefeita do Acará e abre inquérito contra Amanda Martins.

Categorias

Mais Lidas

Polícia prende ex-prefeita do Acará e abre inquérito contra Amanda Martins.

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (16), a primeira fase da Operação Peixe Grande, no município de Acará, nordeste do Pará. Segundo informações da Polícia Civil, a operação resulta das investigações que foram iniciadas com instauração de Inquérito Policial para apurar denúncias de possíveis fraudes em licitação, sobrepreço, corrupção ativa, corrupção passiva, nepotismo, lavagem de dinheiro e associação criminosa.
Amanda Martins é conhecida por ser uma prefeita que não governa, mas enriquece. Mais que isso, nem na cidade a tucana mora, mas sim em um condomínio de luxo na capital. A ex-Prefeita do Acará, Francisca Oliveira Martins e Silva, mãe de Amanda, teve a prisão preventiva de cinco dias decretada.
Francisca e Amanda Martins são alvos de operação contra corrupção no Acará. As investigações abordaram primeiro fatos relativos à suposta fraude na licitação do Lixo Urbano, segundo à licitação da Assessoria Jurídica, o terceiro à licitação do Lixo Hospitalar e o quarto sobre uma suposta fraude na licitação do Transporte.

Com isso, foram encontrados indícios suficientes de autoria e participação para o decreto da prisão temporária de 4 pessoas, que não tiveram os nomes divulgados. Outros 18 mandados de Busca e Apreensão foram decretados, incluindo a sede da Prefeitura Municipal e suas Secretarias.
Em abril de 2018, Amanda Martins foi denunciada à Promotoria de Justiça da Comarca do Acará, por diversas irregularidades em seu mandato. Ela estava sendo investigada pelo Grupo de Atuação no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Pará (MP/PA). As denúncias apontaram uma possível “divisão” de poder familiar no comando do município, que envolveu também o marido da prefeita, José Carlos da Silva Lima, e sua mãe, Francisca Oliveira Martins e Silva, que também é ex-prefeita da cidade. A família seria próxima ao ex-governador Simão Jatene.

Há alguns anos, Francisca foi condenada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por não prestar contas de recursos federais repassados a um projeto social do município. Segundo a denúncia, José Carlos tem vários imóveis alugados em Belém, em especial, no bairro do Guamá.

Informações DOL