Sávio Barbosa - Troca de geladeiras e lâmpadas ajuda a reduzir consumo de energia no Icuí.

Categorias

Mais Lidas

Troca de geladeiras e lâmpadas ajuda a reduzir consumo de energia no Icuí.


Moradores do bairro Icuí-Guajará, em Ananindeua, receberam ação do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), em parceria com a concessionária de energia Equatorial Pará (Celpa). O atendimento, oferecido desde 5 de dezembro até esta quinta-feira (12), foi encerrado com a entrega de 300 geladeiras novas, para ajudar a reduzir o consumo de energia. Onde contou com a presença do Prefeito de Ananindeua Manoel Pioneiro e do Presidente da ALEPA, Dr. Daniel Santos. 


Participaram da ação do TerPaz moradores registrados na classe de consumo residencial, na base de dados da concessionária, que possuem o NIS ( Número de Inscrição Social) e que estão em dia com a conta de energia. A entrega das novas geladeiras aos moradores continuará nesta sexta-feira (13).

Durante a ação, cada morador também trocou até cinco lâmpadas comuns, que não estivessem queimadas, incandescentes ou fluorescentes de bocal, por modelos de LED, que podem economizar até 80% o consumo. A primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho, representou o governador Helder Barbalho e ressaltou a importância da iniciativa para a população do bairro.
        
                                      

“No contato com as comunidades sentimos o clamor da população pedindo pra baixar a conta de luz. Então, além das ações de segurança e cultura, por exemplo, incluímos essa parceria com a Equatorial Pará pra dar possibilidade para quem, realmente, precisa de auxílio” – Daniela Barbalho, primeira-dama.

Direito– O secretário de Estado Articulação e Cidadania, Ricardo Balestreri, explicou que os bairros da Terra Firme, do Bengui e Jurunas, já contemplados pelo TerPaz, serão os próximos a receber a ação, no período de 16 a 20 de dezembro. “Os moradores dos bairros do Guamá, Cabanagem, Nova União e Jurunas já receberam as geladeiras. O barateamento da conta de energia é uma das atividades que estamos fazendo para reconhecer o direito das comunidades de baixa renda. Com isso, beneficiamos mais de 75 mil pessoas”, informou o secretário.
A Equatorial Pará também orientou sobre consumo de energia em casas e estabelecimentos comerciais, e ainda ofertou vagas para cursos profissionalizantes. “Em parceria com o Estado, vamos ao encontro das pessoas mais carentes. Assim, promovemos desenvolvimento. As nossas ações trocam eficiência energética de forma que possa ter uma conta justa, com economia de energia”, acrescentou Marcos Almeida, presidente da Equatorial Energia.  

Informações Agência Pará | Fotos: Marco Santos