Sávio Barbosa - BOMBA: Ação Civil Pública requer interdição imediata de supermercado na Cidade Nova.

Categorias

Mais Lidas

BOMBA: Ação Civil Pública requer interdição imediata de supermercado na Cidade Nova.

Uma Ação Civil Pública ajuizada pelo promotor de Justiça Bruno Beckembauer Sanches Damasceno, da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Patrimônio Cultural, Habitação, Urbanismo, Consumidor e Fundações de Ananindeua, solicita à Justiça a imediata interdição do supermercado Formosa, localizado na Cidade Nova V, SN 17, em Ananindeua, devido ao alto risco de incêndio detectado pelo Corpo de Bombeiros em reiteradas vistorias junto à empresa.

O promotor de Justiça decidiu ingressar com a ação contra o estabelecimento, em março deste ano, depois de tomar conhecimento de que o supermercado Formosa Cidade Nova está formalmente e legalmente interditado pelo Corpo de Bombeiros do Estado desde 16 de março de 2017, após sucessivas reprovações em vistorias técnicas feitas pela Corporação.

O caso foi detectado após o envio de um ofício (Ofício nº 136/2019/MP-2ªPJ/MA/PC/HU) pelo Ministério Público do Pará ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado, para que o órgão encaminhasse todos os laudos técnicos de vistoria em estabelecimentos comerciais de Ananindeua, visando a averiguação das atuais condições de estrutura e funcionamento dos mais variados estabelecimentos comerciais do município. A ação de fiscalização é uma rotina prevista nas atribuições do MPPA.

O oficio pedia o encaminhamento de todos os laudos técnicos que autorizavam o funcionamento dos supermercados Preço Baixo, Makro, Formosa, Líder, Assaí, Mateus e Atacadão, bem como a aprovação do sistema de proteção contra incêndio e pânico destes empreendimentos, segundo critérios da NBRS e ABNT.

Na resposta enviada pelo Corpo de Bombeiros no dia 26 de março deste ano, o Ministério Público constatou que, apesar do funcionamento diário, o supermercado Formosa havia sofrido sucessivas reprovações em vistorias técnicas, sendo interditado formalmente e legalmente pelo Corpo de Bombeiros, desde 16 de março de 2017.

Segundo a Ação, o laudo de interdição nº 006/2017 comprova o “total desrespeito as determinações da corporação, e principalmente a negligência da empresa com a vida e a segurança dos usuários/consumidores e trabalhadores do local”.

“A breve investigação ministerial junto aos Bombeiros constatou que a situação do Supermercado Formosa da Cidade Nova V é grave, vez que o estabelecimento há anos não toma as providências necessárias para aprovação do sistema preventivo de Combate a Incêndio e Emergência do CBMPA, em respeito ao Decreto Estadual nº 2230, de 05/11/2018, o que evidencia o risco eminente em caso de emergência aos frequentadores do estabelecimento comercial”, diz trecho da ação.

Segundo os autos, caso houvesse um incêndio no local, existiria “enorme possibilidade de ocorrer uma verdadeira tragédia, pois milhares de pessoas transitam no estabelecimento comercial diariamente, inclusive nas lojas que ficam estabelecidas no interior do Formosa”.

Além disso, a agência da Caixa Econômica Federal (CEF) que funciona bem junto o local seria fatalmente atingida em caso de incêndio, pois depende do sistema de proteção do supermercado.

(Ascom MPPA)

  • Unknown
    5 de abril de 2019 at 11:23

    Comprei uma vez xambu la até lesma tinha!!!

  • Unknown
    5 de abril de 2019 at 12:13

    Ele fica na Cidade Nova 2.

  • Unknown
    6 de abril de 2019 at 10:26

    O q é xambu?????

  • Unknown
    6 de setembro de 2019 at 19:20

    Eu conheço jambu deve ser variedade

  • Maripassos
    19 de setembro de 2019 at 09:23

    Bom dia excelente post, porém a Empresária Adriana Rodrigues da Rede Líder, a qual tem uma amizade íntima com Raissa Coutinho, vem encabeçado várias ações parecidas. Estranho não é!?

  • Unknown
    11 de novembro de 2019 at 12:17

    Crítica à crítica,

    Em detrimento de Postagens que encheram minhas Páginas nas Redes,

    Sobre as Críticas do Jornal O DIÁRIO DO PARÁ,
    ao Sr. Oscar Rodrigues, da Rede de Supermercados LIDER, em pesquisas, que é o SUPERMERCADO mais Caro do Pará.

    Só tenho a dizer o seguinte:

    ????????????

    Muito mais caro e nunca tem Troco.
    Outro problema crônico é o mal cheiro, a "fedentina" na Seção de Frios e Carnes.
    Não se sabe porque a Vigilância Sanitária não toma ATITUDES.

    Além da demora, tenho outras críticas, mas, farei oportunamente, porque carece ainda de mais informações.

    Ah sim… os centavos que ficam pendentes, como os próprias caixas dizem, não ficam para eles, e sim para a Empresa, então por isso, nunca deixo, exijo os centavos.

    Penso que é injusto não ser creditado aos Trabalhadores nos Caixas.

    E agora também já tem Jogo do Bicho nos Caixas.
    Não sei como a Receita Federal, Autoriza mais uma Loteria?

    Já não basta Loterias em cada esquina no Brasil?
    Agora uma Rede de Supermercados também adere?

    E todos os Caixas são obrigados a abordarem os Clientes se querem fazer a jogatina… ou não.

    Isso é uma apologia ao Jogo de Azar e também Dano Moral, tanto para os Trabalhadores nos Caixas, quanto aos Clientes.

    Quantas Milhões de Abordagens não são feitas, todos os dias, em todos os Supermercados?

    Mas, no Líder tem outras questões, fora o eterno problema com o Sindicato.
    A Delegacia do Trabalho, o Ministério Público Federal, deve agir e tomar as medidas cabíveis, inclusive com TAC.

    A Abordagem que os Caixas fazem mais Clientes, e OBRIGATÓRIO, os Caixas são Obrigados.
    Pelo menos, essa é a informação que eu obtive, se os Caixas mentem ou não, não sei ainda.

    E tem mais: não são só os Centavos que sobraram, não.
    Is Caixas sugerem que você: APOSTE, quantos reais quiser.
    Isso é o CÚMULO!

    Quanto ao Sindicato dos Comerciários, já deveria ter questionado, essa conduta da entidade.

    Com certeza isso é Dano Moral, e o Grupo, tem que ressarcir, com indenizações.

    Mas uma coisa é inegável, os Caixas são todos simpáticos.

    Amanhã tem mais….
    Rsrs.
    Panatto nato,
    nas
    Redes Sociais.

  • Cardoso
    11 de novembro de 2019 at 21:16

    Se a vigilância sanitária de Ananideua, defesa civil e bombeiros, vierem até o Supermercado Cidade, na Rodovia Mário Covas, e fizerem uma vistoria e inspeção sanitária, FECHAM NA MESMA HORA ESSE ESTABELECIMENTO, tamanha são as irregulardades que colocam em risco a saúde dos clientes e frequentadores.
    ALÔ AUTORIDADES!!

  • Odelso
    23 de dezembro de 2019 at 22:50

    Nunca vi não ter troco nos Supermercados Líder e nem tampouco me oferecerem jogos de qualquer natureza. Vamos combinar, melhor, mais higiênico e sortido do Pará. O resto é mínimo.

  • Unknown
    2 de janeiro de 2020 at 21:58

    Líder supermercado mais caro da Cidade Nova, Ex é o campary lá custa 49,00 sendo que no PB 30,00. Fora outros