Sávio Barbosa - Governo define detalhes para entrega das Usinas da Paz do Icuí-Guajará e Cabanagem.

Categorias

Mais Lidas

Governo define detalhes para entrega das Usinas da Paz do Icuí-Guajará e Cabanagem.

O governador Helder Barbalho e a primeira-dama Daniela Barbalho se reuniram, na tarde desta terça-feira (14), com representantes de secretarias e outros órgãos da administração estadual, para definir os últimos detalhes para entrega de duas Usinas da Paz (UsiPaz), projeto integrado ao Programa Territórios pela Paz (TerPaz. Os bairros Icuí-Guajará, em Ananindeua, e Cabanagem, em Belém, serão os primeiros a receber os grandes complexos de cidadania, que vão garantir a presença permanente do Estado nesses territórios.

“A entrega das Usinas da Paz, equipamentos permanentes de cidadania dentro das comunidades, consolidará o que já estamos fazendo de maneira itinerante, ao longo desses dois anos. Atualmente, estamos desenvolvendo atividades dentro de prédios escolares e comunitários. Agora, vêm as Usinas, para trazer ainda mais oportunidades de empoderamento para a sociedade, oferecendo serviços de forma permanente e com qualidade. São espaços físicos apropriados, onde a gente vai poder receber nossos jovens e adultos, com atividades esportivas, culturais, educacionais, que são serviços de muita importância, olhando com carinho e atendendo a nossa população dentro daquilo que ela mais precisa”, ressaltou a primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho, que acompanhou o governador.

Inclusão – Segundo o secretário Ricardo Balestreri, titular da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), na reunião foram alinhados os últimos detalhes dos serviços que 22 secretarias e órgãos parceiros irão oferecer à comunidade após a inauguração das UsiPaz. “Hoje nós reunimos todas as secretarias e órgãos que terão atividades permanentes nas Usinas, para fazer um alinhamento final de todo o projeto colegiado de gestão das Usinas, em que cada secretaria de governo tem uma parte. Uma das coisas mais bonitas do Programa TerPaz é que ele é um programa intersetorial. É uma das primeiras experiências no Brasil que reúne um conjunto de secretarias e órgãos de governo, afinados e convergindo para um mesmo objetivo, que é a prestação de serviços sociais, para abrir oportunidades e trazer ao conjunto da sociedade a almejada inclusão”, destacou Ricardo Balestreri.

A meta é construir 10 Usinas na Região Metropolitana de Belém e no Sudeste do Estado. As obras das UsiPaz do Icuí-Guajará e Cabanagem, em Belém, estão sendo executadas em parceria com a mineradora Vale, que arca com os custos de modo integral. O governo não recebe nenhum recurso financeiro. As Usinas serão entregues ao Estado prontas e equipadas.

“A nossa expectativa, e a expectativa da comunidade, é a melhor possível, porque não há, no Brasil, complexos tão numerosos desse porte. Esse é um projeto ímpar de transformação social no contexto brasileiro. Em outubro, já vamos entregar a Usina do Icuí, e com certeza esse vai ser um momento de muita alegria para aquela comunidade, por anos esquecida pelo poder público, que agora se vê extremamente valorizada”, disse o secretário adjunto da Seac, Raimundo Santos Júnior.

Estrutura – As UsiPaz terão complexos esportivos, salas de audiovisual, espaços de inclusão digital e vários serviços, como atendimento médico e odontológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, ações de segurança, capacitação técnica e profissionalizante, e local multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade. Também haverá salas para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca.

“Trata-se de uma variada gama de serviços, que esse leque inteiro de secretarias do poder público vai prestar a essas comunidades, no passado tão esquecidas. São comunidades maravilhosas, feitas de gente criativa, de gente muitas vezes genial, mas que estava ali sem chances, na invisibilidade. O governo, agora, está propiciando oportunidades de essas pessoas serem valorizadas, aumentarem sua autoestima e terem um lugar ao sol”, reiterou o secretário Ricardo Balestreri.

Informações Agência Pará | Fotos: Pedro Guerreiro