Sávio Barbosa - Prefeitura de Belém negocia para zerar perdas inflacionárias aos servidores que ganham menos.

Categorias

Mais Lidas

Prefeitura de Belém negocia para zerar perdas inflacionárias aos servidores que ganham menos.

O mês de maio é o período de negociação salarial entre a Prefeitura de Belém e suas servidoras e servidores. E nesta quinta-feira, 12, no Centro de Formação de Professores Paulo Freire, em Nazaré, 13 representantes de sindicatos e associações participaram da primeira mesa de negociação geral em 2022. 

Estiveram presentes, representando a Prefeitura de Belém, Jurandir Novaes, secretária municipal de Administração; Luiz Araújo, secretário de Contas do município; Edilson Rodrigues, diretor-geral da Secretaria Municipal de Coordenação Geral de Planejamento e Gestão; e Débora Bemerguy, coordenadora do Núcleo Setorial de Planejamento da Secretaria Municipal de Finanças.

Os salários da maioria dos servidores estavam congelados desde 2014, sendo o vencimento base menor fixado em R$ 827,00. A mesa de negociação com todos os sindicatos, ano passado, acordou a recomposição de toda a inflação de 2021 (10,06%), em duas parcelas, para todos os servidores que se encontram com vencimento base abaixo de R$ 1.212,00. A primeira parcela (5%) já foi paga. 

Na reunião com sindicatos e associações a PMB apresentou uma proposta para zerar as perdas inflacionárias também de 2020, ou seja, no próximo mês de outubro, a maioria dos trabalhadores vai receber 4,52% de reajuste. Assim, no acumulado, receberão reajuste de 15,03%.

“Vivemos um momento de desemprego muito alto no Brasil, com dificuldades enormes para os trabalhadores e o nosso governo reconhece a necessidade de dialogar com os servidores, o que vem acontecendo desde o início da gestão. Esse diálogo irá continuar, afinal, entendemos que as mesas permanentes de negociação são marcas da nossa gestão”, enfatiza a secretária Jurandir Novaes.

Desde que assumiu a gestão municipal, o prefeito Edmilson Rodrigues, mesmo tendo que promover reparos na cidade em todas as esferas, não tem descuidado da valorização dos servidores.

Além de repor as perdas inflacionárias para os que ganham os salários mais baixos, o prefeito negociou recomposição de 5% na carreira de servidores da Fundação Papa João XIII (Funpapa) e aproximou os professores do piso do magistério, concedendo um reajuste de 33,24% sobre vencimentos de janeiro de 2022. 

Ademais, descongelou o valor do vale-alimentação, com R$ 100,00 de reajuste, passando de R$ 270,00 para R$ 370,00, além de incluir servidores que estavam sem receber o benefício nas gestões anteriores.

As dificuldades são muitas, como a arrecadação que não cresce de maneira proporcional à velocidade dos problemas da cidade, porém, agora todos sabem dos investimentos que têm sido feitos por melhorias no saneamento básico, para salvar vidas, aperfeiçoar o atendimento de saúde, reformar e construir escolas, além de valorizar as servidoras e servidores públicos.

A Prefeitura ratifica que, durante o encontro com as entidades sindicais nesta quinta, foi oferecida a inflação de 2020 para todos que ganham até R$ 1.212,00 – com exceção dos professores que já tiveram seus vencimentos reajustados. Isso significa um ganho de 4,52% a partir do próximo mês de outubro e um acumulado na gestão de 15,03%, zerando perdas inflacionárias de 2020 e 2021.

Na próxima segunda-feira, 16, às 15h, haverá nova reunião geral, no mesmo local, para que uma contraproposta do Fórum Sindical seja apresentada às autoridades municipais.

Informações Agência Belém