Sávio Barbosa - Prefeitura “vira as costas” ao Povo e Câmara de Belém parece estar conivente.

Categorias

Mais Lidas

Prefeitura “vira as costas” ao Povo e Câmara de Belém parece estar conivente.

Cores cinzentas que transformaram o verde das mangueiras em completo cenário de desolação e medo, completos por conta da insegurança na ruas da cidade. Até os cemitérios estão cobertos pelo descaso de Zenaldo, cheios de mato e muito lixo; no cemitério São Jorge, na Marambaia, parentes dos mortos relevam que tem medo de prantearem seus parentes, temendo ser atacados por cobrar e até “onças” dentro do matagal que se formou no local. 
Ironias à parte, o mais estranho é que, como se tivesse transformado em nuvens, o prefeito Zenaldo Coutinho, como que por encanto, desapareceu do gabinete  e das ruas, onde antes andava, abraçando o povo, pedindo votos. A situação do Ver-o-Peso é lamentável, onde muito o Zenaldo já esteve prometendo reforma, hoje não aparece, com medo de ser hostilizado pelos feirantes como foi no dia do aniversário da Feira esse ano. 
O prefeito inoperante esqueceu não apenas os feirantes do Ver-o-Peso, como todo o povo que frequenta a centenária Feira, nos dias de hoje, além de esquecida, abandonada. O descaso virou rotina, e as pessoas e as pessoas que habitam a antes da cidade das mangueiras, se conformam em contemplar lixo, muita sujeira e árvores com galhos secos e sem vida. No pior estilo natureza
morta.

Lamentavelmente temos uma Câmara Conivente, o que se vê é uma verdadeira relação de compadrio de alguns vereadores para com os desmandos do pseudo gestor Zenaldo Coutinho, e já tem até um que se AUTOPROCLAMOU o próximo prefeito de Belém, e propala aos quatro cantos que será o ungido do Zenaldo, que amarga uma das piores rejeições já vistas em toda Belém. 
A triste realidade é que Zenaldo, tem uma verdadeira tropa de choque para barrar qualquer projeto que não seja dos interesses da Prefeitura, como aconteceu quanto o povo pedia ônibus com ar-condicionado, e os edis votaram contra os interesses da população, acompanhando as ordens do executivo. 
Descaso– foram verificadas, neste período, maior incidência de ratos, tanto em meio ao lixo que consome os quatro cantos da cidade, quanto em alguns gabinetes, onde ratazanas humanas se apropriam dilapidando bens e erários. Como alguns enriqueceram da noite pro dia, fugindo até do bairro onde morava, e por acordo com outros vereadores, mora agora em cobertura milionária. E dizem que tudo com o salário de vereador. Os recentes escândalos financeiros e as muitas denúncias feitas ao Ministério Público comprovam os desmandos, tanto feito pelo Zenaldo quanto por seus asseclas mais diretos, em todos os quadrantes onde sua inoperância administrativa consegue influenciar. 

Como podemos mostrar algumas fotos, mostram o real retrato de toda essa sodomia de baixa espécie, proporcionada pelo Prefeito ao povo Belenense. O BRT vira caso de polícia e justiça, nas ruas a realidade do trânsito caótico mostra um cenário triste, porém com cores frias e cruas. Por conta do BRT, com pontos de ônibus, feitos aos moldes de capitais do Sul do País nem de longe condizem  com a nossa realidade, ou mesmo pela ausência dos agentes de trânsito, que ficam preocupados mais em multar, alimentando uma verdadeira e lucrativa indústria de multas, como pela falta de sinalização em várias ruas, que sofrem também com a falta de iluminação pública. E mostram crateras que fazem inveja ao solo da lua. 
Certamente, o Ministério Público do Estado do Pará deverá tomar alguma atitude para frear o apetite ensandecido da municipalidade em “ACABAR” com Belém. Acabar não seria uma expressão exagerada, e face à tantos desmandos que os Belenenses vem amargando durante quase oito anos de desgoverno. 
O prefeito Zenaldo, por conta dos seus desmazelos administrativos, já entrou para o folclore popular, não apenas como o que ajudou a colocar Belém do Pará em um mar de lamas, contaminado por ratos e baratas por toda parte, como também por não atender os apelos do povo, que pedem sua saída imediata do cargo. Por essa razão é chamado nos meios populares de Prefeito “Zenada”. Por que nada fez neste apagar de luzes do seu desgoverno, para pelo menos amenizar a triste sorte do povo que mora na capital e paraense. 


Fonte: Informações Notícia Pará

  • José Luíz Capa Preta
    13 de setembro de 2019 at 08:58

    Este é tristemente,o resultado dos governos esquerdistas nos últimos 16 anos.Formaram uma geração de incompetentes que se 'formaram' à distância r deu nesse tipinho de incompetente que graças ao advento das redes sociais,escreve um amontoado de palavras desconexas e já se auto intitula 'blogueiro' ,um completo alienado do vocabulário,que nao se permite aglutinar três palavras sem cometer 4 erros gramaticais.um Sem Noção rstupido,que se prevalece da vausade de alguns mais idiotas que ele,e lhes permite o 'puxasaquismo bajulatorio' como forma de se sentirem 'homenageados'. .Faz parte do ônus de se dispor à vontade das redes sociais,infelizmente temos que aturar e conviver com esse tipo de gente,que perambula praticando toda sorte de baixarias,justo por que existem outros babacas que como ele,desconhecem o que seja ética profissional.Segue portanto,a roda da vida !