Sávio Barbosa - Vereadores visitam o Mercado do Ver-o-Peso depois de queda brusca nas vendas.

Categorias

Mais Lidas

Vereadores visitam o Mercado do Ver-o-Peso depois de queda brusca nas vendas.

Na manhã desta quinta-feira (23), os vereadores da Câmara Municipal de Belém estiveram no Mercado do Ver-o-Peso para acompanharem de perto a situação dos peixeiros e pescadores, que tiveram as vendas prejudicadas, devido a três casos suspeitos da síndrome de Haff ou “doença da urina preta”, no município.

A iniciativa partiu do presidente da Casa, vereador Zeca Pirão (MDB), segundo ele, a população não deve se preocupar: “Essa situação é muito delicada. Há mais de 20 dias as vendas caíram drasticamente, e nenhum caso foi confirmado no nosso município. A situação dos peixeiros e dos pescadores está crítica. Eles precisam trabalhar”, pontuou o presidente. Apesar de nenhum caso ter sido confirmado no município de Belém, os pescadores e peixeiros do Ver-o-Peso, maior feira a céu aberto da América Latina, sentem os impactos causados pela baixa procura dos consumidores, refletindo na economia de quem precisa da venda de peixe para sobreviver.

O Secretário Municipal de Economia, Apolonio Brasil, esteve presente. Segundo ele, muitas fakes news foram criadas em torno do consumo de peixes: “Está tendo um esforço de diversos órgãos para desmitificarem o pânico e as fake news criadas no que se refere ao consumo de peixes. O peixe do Pará é saudável, a população não precisa criar pânico”.

O vereador Igor Andrade falou sobre a importância da visita: “Sem dúvida alguma nós trouxemos nossa solidariedade e apoio. A Câmara Municipal tem o dever de mostrar a população que o consumo do peixe não é prejudicial à saúde. São muitos empregos gerados e que estão sendo prejudicados”.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SESMA), em Belém, até o momento, não há nenhum caso da doença confirmado.

Informações Comus/CMB